« Anterior | Voltar | Próximo »

A nova pizza da comunicação

Postado por Fabiano Coura em 08/12/06 as 14h02

Desafios e oportunidades advindos da aprovação do Cidade Limpa.

Artigo publicado no Clube de Criação de São Paulo (aqui)

Para onde vai a verba agora? Qual será a nova “pizza” dos investimentos de nossos clientes? Esse deve ser nosso principal questionamento neste momento. Vou fingir por um breve momento que não sou publicitário, que não estou absolutamente preocupado com o cenário que temos pela frente. Vou fingir que não estou chateado com o inerente aumento do desemprego na cidade e com o pânico de nossos clientes. Vou ignorar a opinião unânime de que precisamos de controle, não de proibição, e o fato de medida semelhante ter sido legal para Paris, Nova York e Londres. É claro que teremos uma perda enorme para nosso setor e sentiremos saudade das brilhantes campanhas que abraçaram regionalmente consumidores de todo o país através da mídia exterior.

Vamos olhar as coisas um pouco mais de cima. Vamos admitir que a cidade vive em meio a um caos devido à enorme quantidade de entulho e instalações ilegais – 61% delas, segundo a Central do Outdoor. Um mercado que não respeita limites e impõe às pessoas a condição de obrigatoriamente consumir lixo visual – em quantidade e em qualidade (estou falando dos anúncios criados pelos cunhados que sabem “mexer no Photoshop”). Ainda segundo a Central de Outdoor, 9% das pessoas assumem que a poluição visual hoje já é pior do que a poluição da água e do ar!

Um minuto! Vamos escutar o pedido do freguês antes de continuarmos? “Garçom, quero interatividade, conteúdo e inteligência nessa pizza. Tenho mais poder do que nunca para ignorar sua comunicação. Se você não souber me envolver com experiências gratificantes, levanto dessa mesa agora e vou para a pizzaria do lado.” Em outras palavras, os consumidores esperam hoje muito mais do que a exposição passiva. Desejam participar do seu mix de comunicação. Querem se entreter, consumir mídia na forma de serviço, “clicar” e experimentar – na hora – as promessas que estão por trás da sua marca.

Acredito que o principal ingrediente para fazer essa pizza seja o bom senso. Os sabores da pizza dependem do gosto dos fregueses dos nossos clientes, o que deve ser levado muito a sério para que possamos continuar entregando uma comunicação de qualidade: relevante, criativa e eficiente, independentemente do tamanho que cada um dos seus pedaços venha a ter (um de jornal, um de revista, um de TV, um de marketing direto, um de internet, um de promoção e um de guerrilha).

Como sempre, vale ter cautela e aguardar um pouquinho mais antes de fechar essa conta, já que não podemos nunca esquecer que vivemos mesmo em um país onde muita coisa sempre acaba em pizza! Aliás, quero a minha: meia “ativação” e meia “propaganda”.

TrackBack

TrackBack URL for this entry:
https://www.typepad.com/services/trackback/6a00d8349c578e69e200e009812da38833

Listed below are links to weblogs that reference A nova pizza da comunicação:

Comentários

Esse post não aceita comentários.

© 2010 Fabiano Coura | Todos os direitos reservados | No ar desde outubro de 2006