Cannes 2009

From "Better Shoe" to "Better You"

Postado por Fabiano Coura em 26/06/09 as 13h40

Hoje em dia não basta SÓ oferecer o melhor produto, usando os melhores atletas em propagandas legais. Na opinião do Stefan Olander, esse é um modelo antigo, que leva os clientes de campanha em campanha, ao invés de realmente criar uma conexão mais forte e de longo prazo já a partir do momento em que eles abrem a embalagem do produto. A tecnologia ajudou a criar uma maior relevância para a marca, possibilitando a criacao de uma estrutura online de servicos e conteúdos que permite a marca manter uma conversa on going com seus consumidores, tornando-a menos dependente de esforcos publicitários.

Para o desenvolvimento dessa "plataforma" de conexão com seus consumidores, a Nike acredita que deve atender sempre 6 princípios, sob os quais eu acho que vale a pena repletir:

Nike

Para fechar, apresentou sua visão pessoal sobre a criatividade, juntamente com um filme low budget recente que ele admira muito:Criatividade é inversamente proporcional ao budget disponivel. [vale dizer que ele comecou a carreira na Nike da Suecia, cuja verba de marketing é uma das menores do mundo].

Google | Que crise?

Postado por Fabiano Coura em 26/06/09 as 11h28

Google Pensamento solto do seminário da Publicis Group, com Maurice Lévi e Eric Schmidt, CEO do Google: Em periodos difíceis as pessoas tomam ainda mais tempo para decidir suas compras, especialmente aquelas que envolvem produtos cujo processo de decisão é mais complexo. Precisam de mais informacoes e comparam muito mais as opiniões de outras pessoas para se assegurarem o máximo possível de que estão escolhendo adequadamente. Isso tudo leva a uma utilização ainda maior das ferramentas do Google. Além disso, nas próprias palavras dele: - The americans love their credit cards.

A qualidade criativa é proporcional ao risco

Postado por Fabiano Coura em 26/06/09 as 09h17

Do seminário da Accenture + MoFilm sobre Content User Generated: o Spike Lee mandou muito bem seu recado em meio a um clima de tédio. Totalmente isento da situação toda que nossa indústria se encontra, não teve papas na língua para assegurar sua opinião na frente do Michael Mendenhall – Global CMO da HP e único cliente participante. O ponto é que uma pessoa normal [fora da indústria] obviamente não se submete a julgamentos ou a aprovações dos clientes. Pessoas normais tomam risco. Na sua opinião, esse é o problema da indústria da propaganda hoje. Esse é o grande motivo pelo qual as “pessoas normais” estão se provando muito mais criativas e poderosas do que grandes marcas e agências.

Spike

AKQA | Os Leões do Futuro v2009

Postado por Fabiano Coura em 26/06/09 as 07h22

A AKQA faz uma coisa inteligente aqui todo ano. O projeto deles funciona meio que como um “recrutamento global” de novos talentos em que jovens estudantes são convidados a enviarem seus trabalhos para uma avaliação interna deles sob a seguinte premissa: sua idéia tem que estar baseada em tecnologias e plataformas que não existiam 5 anos atrás, para uma marca e uma audiência livremente escolhida [hire them before they steal your job]. Vejam abaixo os projetos vencedores dessa edição.

Starbucks Be Steady

Uma nova versão dos cupons “venha até minha loja” materializado através de um aplicativo para iPhone que localiza as lojas mais próximas e, na sequencia, dispara um game em que o consumidor deve trazer até a loja um copo virtual com a bebida escolhida sem derramar. O aplicativo utiliza o motion sensor do aparelho para simular a bebida quente balançando dentro do aparelho.

Starbucks-be-steady

Ikea See how it looks

Uma idéia baseada em augmented reality para que os consumidores da marca possam prever como ficariam seus produtos em suas casas antes de comprar. Print it. See it. Buy it.

Expedia The Warm-up

A versão móbile do game “quente” ou “frio” usando um aplicativo para iPhone.

Element Skareboard “Claim it”

Fortum “Active Gym”

New Director's Showcase | Os + aplaudidos

Postado por Fabiano Coura em 25/06/09 as 20h43

Esse é sem dúvida um dos seminários mais esperados por muitos aqui em Cannes. Não é a toa que ele é realizado no maior de todos os auditórios, o mesmo em que são realizadas as premiações. 30 minutos antes do horário de início, uma grande fila já se formava dentro do Palais para a abertura do auditório. Em um trabalho colaborativo, profissionais de todo mundo da Saatchi & Saatchi fazem uma curadoria dos trabalhos mais interessantes dos últimos 12 meses, apontando novos talentos em direção de filmes. Abaixo selecionei alguns dos que eu achei mais bacanas, e que também foram os mais aplaudidos. Invista uns minutos aqui, pois vale a pena.

Axion | Concert Banners

Postado por Fabiano Coura em 24/06/09 as 22h43

O Axion é um banco belga que precisava se conectar de um jeito diferente com seu público teen. Aqui eu ví uma inovação de "gente grande", especialmente porque ao invés de estar baseada em uma nova tecnologia ou plataforma, está totalmente baseada na peça mais velhinha de todas que temos na Internet: o banner. E trabalhando na área você sabe que uma das principais missões do nosso mercado é renovar esse formato, encontrar maneiras mais relevantes de maior impacto para engajar a audiência, ao invés de simplesmente interromper. Você sabe também que as taxas de cliques médias do mercado são decrescentes e sabe da dificuldade que temos ano após ano para bater novos recordes, mesmo em campanhas super diferenciadas. E esse case foi sensacional para mim porque me fez sentir uma criança na frente de um brinquedo novo. Reinventa o banner colocando ele em um contexto relevante, agrega conteúdo e agrega serviço para as pessoas através de um concurso incrível. Veja o resumo do case no vídeo abaixo.

HBO | Indoor que fala

Postado por Fabiano Coura em 24/06/09 as 22h27

Para o lançamento da nova temporada da série Big Love, a HBO resolveu inovar "desinovando". Isso porque resolveram ignorar qualquer nova tecnologia wireless para trabalhar uma sequência de cartazes distribuídos no subway de NY com conexões P2 (aquelas de fone de ouvido) posicionadas nas cabeças dos pergonagens. Assim, qualquer pessoa que estivesse de bobeira alí esperando o próximo trem poderia ficar escutando os "pensamentos" de cada uma das figuras da série, uma vez que a linha central da série são "segredos".

Fiat EcoDrive

Postado por Fabiano Coura em 24/06/09 as 22h09

Fiz questão de postar esse projeto aqui, mesmo sabendo que todo mundo nessa altura do campeonato na conhece, principalmente porque já arrematou outros festivais recentemente. Para mim esse é o Nike+ para carros. É um projeto absolutamente disruptivo no mercado automotivo e está baseado em um caminho que não tem volta: brand utility, comunicação como serviço. Um projeto que me faz continuar empolgado e acreditando no quão promissora a área digital pode ser e na quantidade de oportunidades que temos ainda em migrar dinheiro de banners para aplicativos e projetos capazes de contribuir para a vida das pessoas.

Advertising, advertising, advertising

Postado por Fabiano Coura em 24/06/09 as 21h56

O famoso Steve Ballmer, competentíssimo CEO da Microsoft, e conhecido pelas imagens remixadas do Gizmodo e dos suas gritarias "developer, developer, developer", fez uma passagem rápida pelo Palais hoje. Na sequência de seu speach principal eu tive a chance de participar de um Q&A com ele durante uma das Masterclasses, na área de Young Lions. O papo geek rolou solto mas, logo após ele mencionar que tinha dúvidas sobre como trabalhar a imagem das suas marcas - uma vez que vê a marca "Windows" com muito mais força do que a própria marca "Microsoft" - tomei coragem e perguntei para ele qual era sua opinião pessoal com relação a campanha "I'm a PC", da CP+B. A resposta veio na forma de pesquisas e números, mas pareceu para mim que ele não é muito fã do trabalho da Crispin, apesar de afirmar que as campanhas atingiram seus objetivos. Um carinha do meu lado se empolgou um pouco mais e mandou logo mais uma: "Eu sinto que o Google me dá muito mais ferramentas, APIs e plataformas (YouTube, por exemplo) para que eu possa desenvolver meus projetos para meus clientes... O que você tem como planos nessa área?". Segue a resposta nas próprias palavras dele: “I feel a kind of kick in the ass here, but that is great. I'll tell my team to work harder and I promise to bing more good news to you creative people next year”. Agora resta aguardar pra ver se a promessa vai ser cumprida. [Lembrando que há um ano atrás ninguem nem sabia o que era o tal do Twitter]. Se quiser cobrar alguma coisa ou reclamar da tela azul, o email do Steve (que ele mesmo dá pra todo mundo) é: steveb@microsoft.com. 

[detalhe da foto: Cannes é o único lugar do mundo em que você pode fazer uma pergunta para o Steve Ballmer assim, de chinelo e bermuda]

Ballmer

Cocktail Slippers [Cannes Rocks!]

Postado por Fabiano Coura em 24/06/09 as 10h58

Direto do seminário da GREY sobre música e propaganda. Vamos dar uma força pras meninas do Cocktail Slippers. Elas estão aprendendo a tocar ainda, mas tem muita vontade [e foram "montadas" literalmente para o sucesso].

Criatividade para inovar em tempo de crise

Postado por Fabiano Coura em 24/06/09 as 09h17

O seminário da JWT foi dos mais divertidos até agora. O Fernando Vega Olmos apresentou sua peculiar visão sobre a crise, expressando-se através de imagens e visões engraçadas e realistas. Comentou também um pouco sobre a importância de uma postura otimista durante esses períodos difíceis para que grandes oportunidades possam ser aproveitadas. Somente como exemplo, durante o período de 1999 e 2002 a Apple estava perdendo cerca de 6% ao ano e, ao mesmo tempo, estava investindo cerca de 42% mais em pesquisa e desenvolvimento [estavam desenvolvendo o iPod nesse período :)]. Para fazer a comparação do quanto eles foram arrojados e otimistas, o Japão incrementou seu investimento em R&D em apenas 1% nesse período, os EUA 2%, e a India e a China incrementaram em 7%. Para fechar, apresentou alguns exemplos interessantes de inovação das agências da rede, incluindo o sensacional case do Band-Aid Fashion da JWT de São Paulo e o Kit Kat Mail, do escritório japonês, que levou o GP de mídia esse ano.

Band-Aid

KitKat Mail

Museu Efemero

Postado por Fabiano Coura em 23/06/09 as 09h42

The street have no borders. Veja o video do case abaixo e acesse o site do projeto aqui. [da Leo de Lisboa]

O que está por trás do melhor trabalho do mundo?

Postado por Fabiano Coura em 23/06/09 as 08h24

A CummisNitro tá levando um monte de prêmios aqui com o projeto “Best job of the World”. Como você muito possivelmente já conhece o case, resolvi escrever um pouco sobre uma reflexão que estava fazendo sobre o porquê desse case ser tão DUCA. A conclusão mais óbvia é a de que talvez essa tenha sido verdadeiramente a primeira campanha completamente baseada em PR e Internet [não estou falando de filminhos virais ou fenômenos da mídia] que foi conhecida realmente em um nível global. Sua estratégia está absolutamente em linha com o que de fato funciona hoje em dia em termos de comunicação e também faz o melhor uso possível de cada canal para amplificar a mensagem da campanha e o engajamento das pessoas com o projeto [aka engagement planning]. Mas mais do que isso, a campanha está completamente focada em uma necessidade humana evidente e, ao mesmo tempo, sub aproveitada quando o assunto é VENDER: as pessoas querem ser felizes PELO AMOR DE DEUS. Pense um pouco sobre isso. Pense porque você gostaria de ter o “melhor trabalho do mundo”? After all, não é porque você quer fugir da vida das grandes capitais. É por que você quer ser feliz. PONTO. Veja que todas as conversas geradas em torno desse projeto, tanto no mundo online, quanto no offline, estão baseadas nessa idéia central, ou seja, na capacidade que a agência teve de explorar essa que é a maior de todas as necessidades humanas. O trabalho oferecido na Ilha Hamilton representa tudo o que muitas das pessoas querem ter em sua vida: sorte, liberdade, tranqüilidade, luxo, paz, tempo, natureza... Você pode listar mais um monte deles aqui. E, obviamente, todas elas somam para o produto final: FELICIDADE. Portanto, se você quer ser feliz também em sua profissão, explore a criação de conteúdos, serviços agregados através da comunicação ou entretenimento para ajudar seus consumidores a encontrarem a tão sonhada felicidade.
Por fim, se você ainda não conhece o case, veja o filme abaixo e acompanhe o dia-a-dia do “infeliz” vencedor da competição nesse blog aqui.

Aaargh | Uma reflexão sobre os impactos da crise

Postado por Fabiano Coura em 23/06/09 as 07h57

Aaagh

Recessões possuem início, meio e fim. Sempre oi assim. As pessoas tendem a analisar apenas seu contexto e suas implicações imediatas, mas de fato para nós publicitários o mais interessante é realmente analisar e compreender as mudanças mais profundas que ocorrem a médio e longo prazo no comportamento das pessoas e das empresas. Crises são sem dúvida nenhuma catalisadores de grandes mudanças e, mais importante do que isso, desculpa e motivo [tanto para PF, quanto para PJ] para evoluir, mudar, ou apenas testar.

No workshop da Wunderman exploramos os tipos de mentalidade de consumidor que surgem nesse cenário e algumas das oportunidades advindas das inovações que surgem nesse [e somente nesse] tipo de situação. Foi interessante refletir sobre o fato de que as pessoas ficam mais arrojadas sob pressão, ou quando são expulsas de uma condição mais cômoda. E também foi interessante refletir sobre alguns dos possíveis comportamentos que estão se consolidando nesse momento, como: black is the new black (a cor de 2009), angry is the new mood, unemployment become cool, o barato se torna bacana, entre outras.

O que marcas podem [e devem] fazer nesse momento? Convido você a baixar o PDF do estudo da Wunderman e dar uma refletida sobre os pontos descritos no capítulo 07. Para mim foi inspirador. Pegue aqui.

PWC | A crise obriga a “ajeitar a carga”

Postado por Fabiano Coura em 23/06/09 as 03h39

Vejam esses números da Price: enquanto as previsões apontam para uma recuperação dos investimentos em advertising no resto do mundo aos níveis pré-crise, nos EUA espera-se que os investimentos retomem a um volume muito menor até 2013. De certa forma isso ocorre porque as empresas americanas estão priorizando sua sobrevivência e, o modelo atual de advertising americano – alta dispersão dos canais de massa e crescente custo de veiculação – promove justamente o contrário. Acesse www.pwc.com/outlook se quiser obter maiores informações sobre a pesquisa.

Global

Us

GoViral | Online Propagation Model

Postado por Fabiano Coura em 22/06/09 as 21h07

De fato você encontra 03 tipos de palestras aqui em Cannes: (1) as que realmente trazem algo novo e inspirador, o que geralmente envolve uma visão diferenciada sobre algo já estabelecido; (2) as que são totalmente baseadas em pesquisas, como a da RazorFish de ontem sobre o futuro da TV (recomendo que você assista ela full no www.canneslions.com); e (3) as palestras que servem para organizar um pensamento, uma tendência. Essas últimas acabam sendo as mais chatas, porque costumam “chover no molhado”. Ainda assim, o conteúdo é legal para colocar todo mundo na mesma página, e para ajudar a explicar de um jeito mais simples tudo o que está acontecendo.

A palestra da GoViral foi uma dessas. Para defender sua tese e o modelo de trabalho da GoViral, o Jimmy Maymann apresentou uma comparação entre a estratégia de uma campanha de brand content relizada pela marca Tampax e da campanha do famoso filme “Life is for Sharing”, da T-Mobile. Basicamente ele classifica as ações de engajamento da campanha em 3 grupos: owned (ações proprietárias da marca), paid (mídia) e organic (tudo o que acontece de amplificação da campanha em função das atividades das pessoas.

Tampax

_tampax1 

_tampax2

T-Mobile Life is for Sharing

_tmobile1

_tmobile2

Long de Titanium | Barrilete Cósmico

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 20h57

Depois de lançar com sucesso o Depósito Lopetegui (que levou o GP em 2007 - veja aqui) os caras da Shackleton arrebentaram novamente. Para chamar a atenção de seus clientes para o novo fundo de investimento que, segundo eles, tinham taxas incríveis perante a concorrência, montaram um time de futebol cheio de pernas de pau que convidada os outros bancos para um campeonato: já que os outros bancos não podem competir com as nossas taxas, vamos dar a eles uma tarefa mais fácil! [gênio] Para a sorte deles, os outros bancos acabaram aceitando o desafio e, claro, eles tomaram uma lavada hehehe. Vejam o case completo abaixo.

Long de Titanium | Um filme que não existe

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 20h41

Esse vem da agência espanhola Shackleton, fera em arrematar leões aqui em Cannes: uma campanha contra a fome que tem como idéia principal envolver as pessoes em um abaixo assinado para que o Al Gore produza um documentário sobre o problema. Todas as peças levavam as pessoas para um site (http://www.askalgore.org) em que podiam ver o trailer do filme (que ainda não existe). A idéia gerou 1 milhão em mídia espontânea em um mês e atraiu a atenção de importantes veículos, como a revista TIME, que além de se engajar com a causa, entrou em contato com o próprio Al Gore.

Long de Titanium | Why so Serious

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 20h27

Essa não podia faltar. Tentei acompanhar na época e tal, mas são tantas ações que não dei conta de ver o todo do projeto... Aqui você tem uma peça rara: o vídeo que conta todo o case da 42 Entertainment para o lançamento do filme do Batman. Um ARG que usou todas as ferramentas que você conhece para envolver mais de 10 milhões de jogadores em mais 75 países. Um case de respeito que comprova também como tem gente doida nesse mundo. Anyway, veja o case completo abaixo.

Dica bacana: assista a clipes dos seminários FREE

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 20h02

Isso mesmo folks. A organização do festival resolveu liberar geral esse ano! Algumas das palestras podem ser conferidas na íntegra diretamente no site do festival: basta acessar o www.canneslions.com e se divertir. Pelo que pude ver agora a pouco tanto a palestra do Linkedin, quanto da LBi, estão full lá. De quebra também tem uma entrevista com o Mr. Twitter. Espalhem a notícia!

Demo do MS Surface

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 19h51

Hoje tive a chance de brincar com o MS Surface pela primeira vez. E é DUCA. A Microsoft todo ano faz um lounge aqui para o pessoal fugir das palestras um pouco e relaxar. Inserir o brinquedo alí, no meio dos pufes, foi uma bela sacada. Afinal, milhares de pessoas passarão por alí essa semana e poderão experimentar e se inspirar diante do equipamento que promete revolucionar PDVs e serviços interativos mundo afora. Assista a demo rápida que eu fiz hoje para postar aqui no blog e torçam para que isso chegue logo no Brasil.

Long de TItanium | Zuji Online Travel | Beans

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 19h48

De uma maneira bem simplória e literal, a agência de viagens Zuji, resolveu ajudar as pessoas a economizarem dinheiro para viajar mais. Para isso, iniciaram uma série de lançamentos de produtos na Austrália a preço de banana com a marca da empresa, sob o slogan "Helping holidays happen". O primeiro produto lançado oficialmente foi o "feijão enlatado", por apenas 10c, vendido em lojas por todo país. Confiram abaixo o vídeo do case.

Coca-cola | Experiência de marca no PDV

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 07h57

No post anterior você viu um vídeo desse negócio, agora vamos aterrisar um pouco o projeto, com dados que acabei de pegar aqui na palestra da Sapient com a Coca-cola. O fato é que eles possuem “só” 3 milhões de máquinas de venda espalhadas pelos Estados Unidos, o que faz com que esse seja um dos canais de comunicação mais importantes da marca. O problema é que elas não eram capazes de traduzir a personalidade da marca adequadamente. Assim, agregaram design, uma belíssima interface e chamaram a Samsung para desenvolver a tecnologia. Trabalho perfeito: transformaram uma caixa vermelha e absolutamente funcional e uma experiência de marca interativa e profunda. Isso é realmente FAZER ao invés de FALAR [detalhe adicional: a máquina custa 3 vezes mais, mas vende 10 vezes mais].

Loja Uniqlo aqui no Palais

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 07h14

A marca é muito bacana e está em um processo de expansão mundial. Nessa onda, eles resolveram celebrar o GP do ano passado com uma competição para a criação das camisetas do festival e montaram uma lodjinha muito bacana aqui no Palais.

Experiência Go Miniman Go

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 07h10

O seminário da LBi explorou a questão de que marcas interessantes deixam de apenas mostrar produtos e serviços através de metáforas, para “criar ENTENDIMENTO da proposta de valor da marca através de EXPERIÊNCIAS. Um exemplo muito interessante que foi dissecado é o da campanha Go Miniman Go – da LEGO – que se aproveita da força das próprias pessoas para amplificar a mensagem de diversão da marca, respondendo e amplificando um comportamento cultural que estava se consolidando.

A inspiração, que veio das pessoas:

O projeto interativo da marca:

Vejam isso: Coca-cola vending machine da NASA

Postado por Fabiano Coura em 21/06/09 as 07h00

Como formar uma fila de gente querendo experimentar sua marca e seu produto em meio a tantas coisas legais que estão acontecendo aqui no Palais? O engraçado é ver que a maior parte das pessoas estavam realmente muito mais embaladas e envolvidas pela máquina do que pelo produto mesmo. Até porque mandar uma Coca-cola logo após um café da manhã francês é uma coisa que não combina muito bem.

Touchwall Multi-touch + Multi-user

Postado por Fabiano Coura em 20/06/09 as 21h43

[Pelo título parece que vou falar sobre um produto das Organizações Tabajara]... "Help people engage with information and activities" - com isso em mente a Schematic - que é uma agência digital do grupo WPP - criou esse gigante painel com informações e serviços interativos para o pessoal brincar aqui no Palais. Dá para você organizar sua agenda, se conectar com pessoas, verificar o conteúdo de todo evento e fazer mais um montão de coisas. Veja o vídeo que fala sobre o projeto abaixo. Só pra lembrar uma coisa que eu vivo pregando por aqui: nossa profissão está ficando cada vez mais científica, em vários aspectos. Nesse caso, entender de interfaces, visualization tools, arquitetura de informação e tecnologia será cada vez mais importante. Não somente para criar aplicações desse tipo para marcas, mas também porque muitas idéias serão suportadas ou distribuídas somente por plataformas assim em um futuro próximo. Aliás, amanhã a Schematic vai fazer uma apresentação somente para abordar esse assunto. Se eu ver algo bacana por lá divido com vocês depois aqui.

Curiosidade: como é esse tal de Palais?

Postado por Fabiano Coura em 20/06/09 as 16h20

Esse post é para quem ainda não teve a chance de vir a Cannes, mas quer entender como é que o Palais é organizado durante o Festival, ou seja, como e onde o tantão de conteúdo que rola aqui acontece de fato para os participantes. Veja aqui um mapinha do local com todas as áreas de exposição, salas de exibição dos filmes e auditórios [esse ano tem até uma lodjinha da Uniqlo].

Como sempre, um dia lindo por aqui

Postado por Fabiano Coura em 20/06/09 as 13h17

 

Update: e a semana promete...

IMG_0280

De onde vem os leões?

Postado por Fabiano Coura em 20/06/09 as 13h05

De onde vem os leões?, originally uploaded by Fabiano Coura.

Você sabe de onde vem o ícone do "leão"? Eu explico. Acabei de ver um timeline bacaninha que veio no meio da tranquerada da bolsa do festival que conta essa história. Na real o primeiro festival de advertising rolou em Veneza em 1954 (com apenas 184 inscrições, divididos nas categorias cinema e TV). Foi lá que os organizadores buscaram a inspiração para os troféus: nos Leões da Piazza San Marco.

Vamos pegar leve, vamos?

Postado por Fabiano Coura em 20/06/09 as 12h53

Welcome2009

Tem gente que mal desembarcou e já está descendo a lenha no Festival [calma gente, porque o Cannes Debate é só na sexta-feira]. To falando de um monte de chatos falando besteiras e se antecipando demais para tentar parecer moderninho. É um tal de anunciar a morte disso e daquilo, de falar que não tem mais nada para se fazer aqui, que é sempre mais do mesmo, que só tem gente aqui querendo aparecer... blábláblá. Na real, um monte de opiniões pretensiosas vazias e sem fundamentos. Ignore os chatos. Esse festival é DUCA. Temos aqui o resultado de um ano de trabalho criativo da nossa indústria, repleto de experimentações e caminhos [que estão sendo testados], temos muita gente inteligente e visionária que vai expor suas idéias e opiniões ao longo da semana, com o Steve Ballmer (MS), o David Droga (Droga5), o BizStone (Twitter), o Jimmy Maymann ( GoViral), o Paul Woolmington (Naked), o Nigel Morris (fundador da Isobar), o Bob Greenberg (R/GA), o David Plouffe (manager da campanha do Obama), e tantos outros que são difíceis de não se admirar. Tem dúvida que esses caras sabem o que estão falando [fazendo]? Como em todo festival, obviamente aqui tem sim muito lixo. Como em todo festival, estamos sim embarcados na onda da “indústria do reconhecimento”, com um monte de gente que vem prá cá pela badalação e pelos leões. Mas e daí? Vamos todo mundo junto tentar separar o joio do trigo, tentar analisar o que de fato trás novas implicações para nossa indústria, ver e discutir os diferentes pontos de vista dessa gente toda, prestigiar o exercício criativo de um ano em que a crise nos obrigou a fazer mais por menos.  Então o recado é: tente extrair do montão de coisas que você vai ser pipocando por aí ao longo dessa semana, coisas que sejam realmente úteis para o SEU dia-a-dia ficar mais gostoso, mais inteligente, mais cheio de idéias de resultado. E não acredite nessas bobagens. Se você ainda não teve a oportunidade de vir para o festival, torço muito para que você possa ter essa chance. Livre de qualquer preconceito e com a mesma “pegada” que tem a turma do “come-quieto”.

Cannes Lions 2009 vem aí...

Postado por Fabiano Coura em 25/05/09 as 01h46

Ignite

Nota solta aqui só para avisar que daqui um mês começa o Festival de Cannes. Como nos anos anteriores (2007 aqui e 2008 aqui), estarei blogando e twitando as coisas mais bacanas que eu ver por lá. Pra acompanhar é só assinar o RSS aqui ou aproveitar para me seguir no Twitter por aqui.

Além das tradicionais premiações e dos milhares de cases, o evento esse ano terá mais de 50 speakers, incluindo o Kofi Annan, David Plouffe - o Manager da campanha do Obama, Martin Sorrel, Maurice Levy, Eric Schmidt e o doido do Steve Ballmer. Não vai faltar conteúdo durante essa semana. Aliás, essa é uma época do ano que eu r-e-a-l-m-e-n-t-e blogo :)

© 2010 Fabiano Coura | Todos os direitos reservados | No ar desde outubro de 2006